A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Resenha da Carina Diniz - Lição de Ternura – Sandra Canfield

3 comentários


O resumo:
 Ela queria a certeza impossível de que não iria perdê-lo. Alexandra ardia ao fogo do desejo. Abraçou-se mais a Patrick, a sensualidade há muito reprimida ganhando vida ao mínimo toque daquele homem. Necessitava, desejava o prazer que ele  podia lhe dar. De repente, a necessidade o desejo era tão forte e consumidor que a assustou. Perdia o controle.
Sentia a mesma vulnerabilidade de quando soubera de sua doença.
Uma voz interior começou a adverti-la : não tinha o direito de buscar satisfação com Patrick se não podia retribuí-la da mesma maneira..."Não, Patrick", afastou-o em desespero. "Você é uma covarde, Alexandra. Covarde!" Ou corajosa o suficiente para poupar o homem que amava de uma vida cheia de problemas?

Meu resumo e comentário.
Conhecido como malandro irlandês Patrick O’Cassey, chama a tenção de Alexandra mesmo por uma tela de televisão.Ele é bonito, forte, engraçado, sensível, direto.E la á corajosa, independente. 

Uma paixão os une e uma força os atrela desde o início, Patrick vê nela o pessoa perfeita para acabar com a solidão que o assola, uma pessoa que o veja de verdade...., mas Alexandra não quer ser magoada, tem medo que ele não suporte as crises de dor que a artrite lhe provoca, duvida que ele a veja como uma mulher de verdade,isso por causa de um ex – noivo fraco e covarde que acabou com a sua auto –estima tendo ela que tomar a iniciativa e acabar com a relação para liberta – lo, mas Patrick a vê como uma mulher e como vê...

Alexandra luta  contra os proprios sentimentos, não quer contar com ninguem, não quer ter esperança, mas ele é teimoso e a ama, a quer, luta por ela contra ela mesma...ele lhe ofereçe ajuda, conforto de todas as maneiras que pode....

 "Já lhe disse que é a pessoa mais corajosa que conheço?- ele perguntou mantendo a voz firme a todo custo.
 Não quero ser corajosa...fui apenas acolhida por um carrossel e não consigo descer.
Ah, mas está montando os cavalinhos com dignidade!
Não quero cavalgar com dignidade.Só quero descer.
Durante o desabafo, a mágoa e o medo passados se tornavam presentes.Uma mágoa e um medo que Alexandra normalmente mantinha ocultos.
Patrick apertou o braço.
Que tal eu andar no carrossel com você? - Ele oferecia a única coisa que estava ao seu alcance."(tem resposta ,melhor?)

Mesmo com o medo  de Alexandra de que ele vá embora, de que ele se prenda com ela e no final se sinta na obrigação de continuar por pena,eles se envolvem emocionalmente, fisicamente.Mas com Patrick é tudo ou nada e ele não faz concessões......mas quem disse que o amor liga pra isso?E no fim....ela aprende a acreditar que coisas boas acontecem, a ter esperança e ele aprende a fazer concessões...por ela.

Eu resumiria esse livro com uma palavra: Lindo.Com destreza e criatividade a  autora  nos intretem com uma história cativante e tocante, o Patrick sabe exatamente a hora onde tem de falar e onde calar e  a Alexandra mostra-nos que com força de vontade e corajem somos capazes de nos reerguer das cinzas sempre.......

Se você gostou, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

3 Response to Resenha da Carina Diniz - Lição de Ternura – Sandra Canfield

19 de março de 2011 09:02

Esse tb foi meu livro do mês na maratona, hehe. Simplesmente maravilhoso, né?! Eu estou apaixonada!!!!

19 de março de 2011 17:32

Faz tanto tempo que não leio um romance de banca!
Mais um blog literário de qualidade para companhar!
Amei!
Que tal conhecer o Boatos e Afins eparticipar das super promoções?
Beijos

21 de março de 2011 13:00

Como já comentei sobre este livro em outras resenhas, repito: romance fofo. Já li anos atrás. Acho que vale a pena ter ;-)
Bj, Aris.

Postar um comentário