A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Resenha da Iara Paula Oliveira - Vingança De Amor - Hannah Howell CH283

1 comentários

França, 1458


A lealdade estava acima de tudo, até mesmo do amor!
Quando Cameron MacAlpin conhece a identidade da bela jovem que é atirada aos seus pés como pagamento de um dívida de jogo, mal consegue acreditar na própria sorte! Avery Murray é a arma perfeita para usar contra Payton,o irmão dela, que desonrou a única irmã de Cameron.Entretanto seu plano de pagar na mesma moeda o insulto contra seu clã é ameaçado pela própria Avery, que o induz a esquecer a vingança em favor da paixão...
Avery se sente insultada ante as acusações de seu captor contra Payton. Embora Cameron não faça segredo de que pretende usá-la para se vingar, ela fica mais irritada aind quando ele a seduz. E o pior é que Avery se sente muito atraída pelo cavaleiro viril. Com coragem e paixão, concede-lhe por vontade própria o que ele pretendia ter... seu corpo e seu coração!

Esse até que é um livro bom de se ler e gostosinho pra passar o tempo, mas confesso que esperava um pouquinho mais, devido a tantasresenhas positivas que li a seu respeito! Achei o mocinho uma toupeira. A descrição de Cameron como herói é o sonho de consumo de qualquer mulher, pelo menos fisicamente falando, pois tô pra ver um mocinho mais lesado e cabeça dura. É incontável o número de vezes em que a mocinha passa a perna nesse grandalhão bem diante de seus olhos e apesar de não ter tido éxito em nenhuma de sua fugas, ela escapava sempre que queria. Sem falar na sua teimosia em querer casar o irmão de Avery com sua irmã a todo custo, mesmo duvidando de sua história descabida. Eu até que gostei do Cameron, mas ele bem que podia ser um pouquinho mais esperto, afinal de contasé o líder de seu clã!
Já a Avery é a esperteza em pessoa. Muito jovem, é independete, opiniosa e bem desinibida , faz o que lhe dá na telha, inclusive seduzir o mocinho, mesmo sabendo que ele só quer usá-la em seu plano de vingança. Apesar de não ter muitos atributos físicos, daqueles capazes de virar a cabeça de qualquer homem é exatamente isso que ela faz com Cameron: com sua força e lealdade para com aqueles a quem ama, acaba por conquistar o coração desse guerreiro.
Gostei bastante de Avery! Mocinha de personalidade forte e que não se rende diante dos obstáculos, e ela é com certeza um bom motivo pelo qual vale a pena ler esse livro.
Outro bom motivo a ser pontuado e que não poderia deixar de mencionaré Gillyanne. Prima caçula de Avery, é sequestradajunto com ela. Gilly é uma comédia. Além de uma língua ferina, pois tem uma resposta atrevida pra tudo, tem uma astúcia e uma inteligência fora do comum. Corajosa e ousada como a prima, não teme a nada, nem a ninguém e vira uma fera para
defender os seus, sem falar na maturidade tão peculiar pra uma menina de treze anos! Se tiver o livro dela (não sei se já tem,pois esse é o primeiro livro da saga que leio e ainda não pesquisei pra saber sobre os outros) com certeza vou querer ler.
Também tem o Leargan, primo de Cameron,que é um fofo e peça fundamental na história!
No final das contas tirei um saldo positivo desse livro. As cenas de amor entre o casal principal estavam no ponto certo pra história.
Foi o primeiro da Hannah Howell que li e não sei se todos os seus livros tem essa veia cómica. Dei boas risadas principalmente com a Gilly e pretendo continuar lendo sua obras, pois se continuar assim, pode ser até que eu não me apaixone, mas pelo menos me divirto

Resenha da Hanne Lúcio - A dama e o cavaleiro - Christina Dodd - Bestseller 134

0 comentários


A DAMA E O CAVALEIRO
ONCE A KNIGHT
Christina Dodd



Inglaterra, 1252

Uma vez cavaleiro... Eterno amante!

Só mesmo uma ameaça à sua vida pode fazer com que Alisoun contrate David de Radcliffe para proteger seu castelo. David foi um herói, um guerreiro habilidoso no manuseio da espada, e agora precisa de dinheiro para sustentar a filha órfã... E Alisoun corre um perigo grande demais para regatear. Ao chegar a George's Cross, David precisa recorrer à astúcia e à força que fizeram dele um guerreiro lendário, quando o inimigo de Alisoun começa a fechar o cerco. No entanto, depois de salvar a vida da jovem dama, ele ficará surpreso ao descobrir que a bela Alisoun se apoderou de seu tão bem protegido coração...

O livro trata da história entre Lady Alisoun, condessa viúva “virgem” de George’s Cross – uma mulher independente, orgulhosa, de maneiras firmes e nada emocional – e David de Radcliffe – um simpático mercenário em decadência, conhecido por todos como o ex-campeão do rei.
Alisoun esconde um grave e perigoso segredo que pode colocar a vida de muitas pessoas em perigo. Por causa desse mistério, muitos atentados acontecem, sendo ela mesma vítima de um deles. Quando percebe que a coisa está ficando feia, decide contratar o maior guerreiro que a Inglaterra já teve.
David tem uma propriedade à beira da falência, seus aldeãos estão passando fome, a filha mais parece um menino malcriado que uma garotinha e ele perdeu o posto de campeão do rei. Este não sabe o que fazer para tentar consertar as coisas, até que Alisoun surge com uma bela e intrigante proposta.
E é aí que a parceria começa... só que Alisoun é evasiva demais, não conta ao guerreiro o real problema, simplesmente diz que ele tem que protegê-la e ao povo dela, e aos pouquinhos David vai percebendo que o problema é bem mais grave do que imaginava e que este pode lhe trazer resultados alarmantes.
E pra “causar” ainda mais, David resolve que vai fazer de Alisoun sua mulher, afinal ela é muito rica, um prêmio que todo homem gostaria de ter, e se ele conseguir colocar as mãos num pouquinho que ela tem, conseguirá salvar Radcliffe.
Já viram, né? Confusão e mal-entendidos é o que não falta... Bem, gostei bastante da história, são personagens deliciosos, cativantes. Alisoun é uma mocinha incompreendida, ficou órfã muito cedo e por ser imensamente rica aprendeu a agir com superioridade para evitar que caças-dotes tentassem se aproximar.
É muito bonita a trajetória da transformação dela no decorrer do livro; no início ela parece uma bruxa mal-amada, ranzinza, mas conforme o mocinho vai conhecendo-a, vai descobrindo que toda aquela altivez, arrogância é só fachada; que ela disfarça para não enfrentar mais dor e sofrimento.
Isso por si só já fala muito bem dele, que é um fofo, alegre e brincalhão, e tem muita paciência com a mocinha. É ele que a faz “despertar” pra vida, fazendo-a descobrir que está grávida, fazendo-a entender o que é o amor.
Pra deixar a trama ainda mais envolvente, temos um escudeiro disposto a tudo pra agradar sua dama, uma menina com modos de menino, um cavalo teimoso e um gatinho brincalhão. Ahhh, e o tão temido vilão.
Ah, e o mais interessante é que a história é contada pelo escudeiro Eudo, o que deixa a narrativa mais envolvente. Enfim, o livro é ótimo e vale muitoooooo a pena ler! Recomendo!!!

Resenha da Érica Martins - Coração Falso - Leanne Banks - HS 15

0 comentários



Autora: Leanne Banks
Coleção: Harlequin Special 15
Editora: Harlequin Books
Número de Páginas: 192
Classificação: 2 estrelas

Sinopse: Damien Medici: multimilionário
Missão: Vingança, custe o que custar.
Método: Sedução, é claro.

Damien Medici finalmente poderia vingar sua família! A chave para o seu plano estava nas mão de sua nova secretária, a doce Emma Weatherfield.
Ela possuía a informação privilegiada de que ele precisava tão desesperadamente. No entanto, antes de ganhar sua confiança, Damien precisaria controlar o amor de Emma. Cortejá-la e conquistar um lugar em seu coração foi mais fácil do que imaginava. Mas ele não estava preparado para se apaixonar também...

----------------------------


Eu escolhi esse livro mais pela capa linda do que pela sinopse que não me chamou a atenção. É o 3° da série The Billionaires Club, por isso quando comecei a ler já peguei o bonde andando sem saber mais detalhadamente a razão do Damien ter tanto ódio da família que controla a MD, empresa que Emma trabalha. Ele fala rapidamente a tal razão mas não com detalhes para que eu pudesse analisar se foi isso mesmo ou não. Quem leu os livros 1 e 2 talvez já chegasse nesse livro sabendo desse fato.


Damien é um bookaholic que só pensa na vingança e quer destruir a empresa que foi contratado para salvar, mesmo que tenha que usar a Emma para isso.

Ele tem um plano para usar Emma, mas só ficava pensando mesmo em levar ela para a cama mais próxima em vez de convencê-la em ajudá-lo. Emma pelo menos mostrou serviço sendo uma espiã, apesar de ter peso na consciência.

O casal tem boa química, mas a trama de vingancinha foi meio fraca como pano de fundo para o romance. Nem os personagens secundários foram interessantes e o mais legal deles foi Rafe, irmão do Damien.

Resenha da Mônica Monte de Souza - Coragem de mulher - Lyn Stone - CHE 124

0 comentários





O AR DAS COLINAS ESCOCESAS ESTAVA IMPREGNADO NO DESEJO DE VINGANÇA!

Mas a impetuosa Mairi MacInness adorava respirá-lo profundamente. Até que um casamento arranjado com Robert MacBain, um enigmático lorde das Terras Baixas, arrebatou-a para longe.... para uma vida de aventura, paixão e um amor sem palavras.
Generoso de espírito e corajoso no campo de batalha, mesmo vivendo em um mundo silencioso, Robert MacBain tinha qualidades que qualquer um invejaria. Ainda assim, faltava um amor intenso e verdadeiro na sua vida. Até que conheceu e conquistou a linda Mairi. Seria possível que algum dia ela pudesse ouvir e atender os sussurros apaixonados de seu coração? 


Há cerca de dois anos eu só lia livros históricos, mas li tantos que acabei enjoando, então quando surgiu a Maratona deste ano e eu fiquei com vontade de participar, quase que não me inscrevo porque sabia que em algum mês, o tema seria de livros históricos e esse mês chegou. Por isso escolhi o livro com muito cuidado e graças a Deus não me arrependi. A história é excelente e o mocinho, apesar de grandalhão é um fofo!!! A mocinha também é bem interessante.
Esse livro conta a história de Rob e Mairi que fazem um casamento arranjado, muito comum para a época e ele é surdo, o que era considerado quase um pecado mortal alguém ter alguma deficiência física. O pai da Mairi sabe do problema do Rob, mas falou tão de qualquer jeito, que ela não entende do problema do noivo, então acha que da parte dele só existe desinteresse e vai tentar conquistá-lo.
Quando eles estão fazendo um piquenique, o povoado da Mairi é atacado e o pai dela acaba sendo morto. Então eles acabam se casando rapidamente e ela não percebe que o Rob é surdo, porque apesar da deficiência dele, ele consegue fazer leitura labial e dizer poucas palavras, portanto poucas pessoas realmente se dão conta do seu problema.
O fato deles não terem realmente conversado sobre isso gera muitos problemas: ela acha que ele não dá a mínima pra ela por causa do jeito que ele a trata, de maneira seca, sem dar muitas respostas e ele acha que ela não dá a mínima para seu problema.
Rob começa a perceber que talvez ela não saiba do seu problema, mas tem medo de falar e ela desistir do casamento, pois a esta altura ele já havia começado a gostar dela. É muito fofo e muito triste também ele fazer de tudo para conquistá-la, uma vez que ele acha que não merece o amor de uma mulher por causa da sua deficiência.
Mairi acaba descobrindo o problema do Rob e eles entram em um jogo de gato e rato: ele não quer que ela descubra sobre a surdez para mostrar seu valor e ela não quer que ele descubra que ela sabe para que ele não se sinta humilhado.
O Rob tinha uma noiva e acha que ela o tinha abandonado por causa do seu problema, mas na verdade quem boicotou o casamento deles é o avô dela e ela tenta reconquistá-lo, mas ele já estava casado e a Mairi nem pensa em abrir mão do Rob. É interessante que durante o embate entre as duas fica claro como cada uma enxerga o Rob. A ex-noiva acha que ele precisa dela para cuidar dele, já a Mairi quer ser uma companheira para o Rob, lutando ao lado dele e mesmo ciente de suas limitações, acredita na força do Rob para protegê-los do que for necessário.
Livro muito bom e depois de um longo tempo peguei um histórico pra ler.

Resenhas - Junho/2012: Histórico, período medieval

3 comentários


Eles se casam obrigados, por decreto do rei ou união de um clã... São teimosos, mas a atração é grande, e aí não tem como não se apaixonarem.A história pode ser batida, mais esses são os mocinhos e mocinhas dos romances do período medieval.



 Fonte: Wikipédia: A Idade Média, Idade Medieval, Era Medieval ou Medievo foi tradicionalmente delimitado com ênfase em eventos políticos. Nesses termos, ter-se-ia iniciado com a desintegração do Império Romano do Ocidente, no século V (em 476 d. C.), e terminado com o fim do Império Romano do Oriente, com a Queda de Constantinopla, no século XV (em 1453 d.C.) ou com a descoberta da América (em 1492).