A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Resenha da Hanne Lúcio - O Rapto de Sophie - Sarah Gabriel - CHE

0 comentários

Escócia, 1728
Irresistível Tentação
De um dia para o outro, Sophie se vê casada, possuída e aprisionada, por um homem que ela nunca viu antes. Criada em um convento, a última coisa para a qual ela estava preparada era ser mulher e refém de um rebelde atraente e sedutor. Sem escolha, Sophie recorre à única arma a seu alcance: a reputação de moça meiga e boa como uma santa. Ela tenta transformar a vida de Connor num inferno ao criar um ambiente de ternura, paz e harmonia quase celestiais no esconderijo onde ele a mantém cativa, com a esperança de que ele a acabe libertando apenas para se ver livre de sua indesejável influência feminina. Connor, porém, não parece disposto a desistir... e quando seus beijos ardentes e carícias apaixonadas a deixam ansiando por mais, Sophie suspeita de que seu coração já esteja irremediavelmente rendido!

Este é o primeiro livro da série Irmãos MacCarran e conta a história da irmã mais velha, Sophie, conhecida como Santa, pois viveu muitos anos reclusa em um convento e sobre, Connor, o Fantasma Montanhês, melhor amigo do irmão da mocinha.

Sophie está voltando para a Escócia após longos anos longe, quando é confundida com a irmã, e acaba sendo raptada no lugar dela. O raptor, Connor acha que está levando a mocinha certa, e pretende se casar com ela, afinal, tem a autorização do próprio irmão da lady.

O casamento é feito às pressas, a mocinha sem entender nada, mas relutando a cada momento e o mocinho pressionando-a para que aceite os termos, já imaginando como seria a noite de núpcias...

Noite em que ele passa chamando-a de Kate e ela, irritada, percebe que o mocinho acha que ela é a irmã... aí, vocês já imaginam a confusão... ele não acredita que fez uma confusão dessas, casou com uma quando deveria ter casado com outra.

Sophie fica magoada, e passa a achar que o marido, agora que sabe a verdade não vai querer mais nada com ela, dando um jeito de anular o casamento, assim, tenta fugir.

Connor, por sua vez, não faz nada para dissipar a insegurança da esposa. Ele tem suas próprias dúvidas, e passa a questionar se o amigo propositalmente utilizou o esquema para confundi-lo e fazê-lo casar com a irmã certa, quando todos pensavam que era a errada.
O fato é que Sophie é uma pessoa doce, espirituosa, uma luz que ilumina a sombria vida de Connor, que por lutar a favor dos escoceses viu sua família perder tudo o que tinha.

Os dois passam muito tempo não acreditando que o casamento pode dar certo, lutando contra seus mais íntimos sentimentos, mas deixando claro que não conseguem ficar longe um do outro. É um casal que tem uma química forte, as relações são apaixonadas e há algumas cenas hot.

Como sempre, é o lunático vilão, que só aparece no final que consegue fazê-los perceber o quanto se amam e o quanto estão dispostos a se doarem por causa desse amor.


Para incrementar mais a história, há algumas lendas e maldições, assim como espíritos e fantasmas. A principal, trata-se do poder que as fadas concederam aos MacCarran, e que revive nas filhas, aparecendo em forma de dons, como curar, predizer o futuro, fazer as plantas nascerem e crescerem.
Bem, confesso que esperava mais da história, não sei, parece que falta algo... tenho a impressão de ter ficado com um vazio, como se a história não tivesse rendido tudo que podia render... Enfim, me senti meio decepcionada e nada tocada pela história, mas acredito que como momento de entretenimento vale a pena ler.



Se você gostou, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

Sem comentários para "Resenha da Hanne Lúcio - O Rapto de Sophie - Sarah Gabriel - CHE"

Postar um comentário