A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Resenha da Mônica Monte de Souza - India Gray - Prova de Amor - Paixão 210 - Março/12

10 comentários

Acidentalmente grávida, convenientemente casada… O infame playboy Tristan Romero conheceu Lily em um ostentoso baile, e predeterminou arrogantemente que ela acordaria na manhã seguinte em meio aos lençóis de grife dele! Incapaz de resistir ao perigoso bilionário, Lily sabia que Tristan estava oferecendo apenas uma noite… Mas logo em seguida ela se descobriu grávida… O dever aristocrático de Tristan exigia que ele tomasse Lily como sua esposa. No entanto, a vergonha de Lily de aceitar uma proposta sem amor ficou ainda maior quando percebeu que, tornando-se esposa do espanhol, teria de satisfazer todas as necessidades dele…

Esse é o livro que escolhi para começar a Maratona de Banca e eu não poderia ter escolhido uma história melhor. Adorei a história, apesar de algumas passagens serem tristes e muitas vezes angustiantes. Interessante que o tema do mês de março é “Herói ou Vilão” e o mocinho desse livro não poderia se enquadrar melhor nesse perfil, porque ele tem muitas atitudes de vilão, mas ao mesmo tempo por tudo que ele passou e o que ele faz para tentar diminuir sua culpa e sua dor, o transforma em um verdadeiro herói.

Lily e Tristan se conhecem em uma festa e passam a noite juntos. Depois de seis semanas, ela descobre que está grávida e volta a encontrar o mocinho e ele tem uma atitude abominável, fingindo que não a reconhece, além de não querer assumir o filho que ela espera, mas ele tem motivos fortes pra isso.

O jeito que ele trata Lily é detestável, mas a autora sempre mostra que essas reações de Tristan não são gratuitas, o que faz com que não fiquemos com tanta raiva dele.
Tristan foi torturado pelo próprio pai quando era criança e carrega cicatrizes profundas, tanto físicas quanto emocionais. Por isso não se dá a chance de amar e ser amado, porque tem um medo enorme de ser como seus ancestrais.

Lily acaba perdendo a filha que esperava, acredita que Tristan nem se importa com isso, então resolve abandonar o casamento, mas quer adotar uma criança, e para isso pede a ajuda de Tristan, que eles finjam que ainda são casados. É nesse ponto que descobrimos tudo o que aconteceu com Tristan e o motivo dele agir do jeito que ele age, inclusive o fato de ele ter tido um irmão que se suicidou porque não aguentava a pressão familiar.

Depois disso, Lily descobre que Tristan usava a máscara de playboy pra ninguém desconfiar do que ele fazia, inclusive ir para uma país em guerra para proteger as pessoas de lá, além de descobrir o quanto Tristan sofreu quando ela perdeu a filha. A declaração de amor dos dois é muito linda e emocionante e me deixou com lágrimas nos olhos. No fim eles acabam adotando dois gêmeos órfãos do país que o Tristan estava e conseguem finalmente encontrar a paz.

Outra coisa que me chamou a atenção nesse livro foi o título “Prova de amor” que caiu muito bem com a história: depois que li o livro, percebi que cada atitude do Tristan era uma prova de amor para a Lily, mesmo quando ele não quis assumir o filho, era porque ele se importava realmente em não trazer a Lily para a vida que ele tinha e que não trazia felicidade nenhuma.
Uma história muito linda e comecei muito bem a minha Maratona de Banca!!!
Se você gostou, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

10 Response to Resenha da Mônica Monte de Souza - India Gray - Prova de Amor - Paixão 210 - Março/12

4 de março de 2012 15:32

Ainda não conhecia esse romance, mas sua resenha me deixou curiosa.
*bye*

louca por romances

4 de março de 2012 17:28

Eu acho que já li esse livro, mas não tenho certeza!

Enfim adorei a resenha, lerei para ver se realmente li =D

4 de março de 2012 18:44

Só a resenha me encheu os olhos de lagrimas.... vou ler o livro aos prantos kkkkk
Adorei! Mais um pra minha lista hehe
Beijinhos ;*

5 de março de 2012 16:06

Obrigada pelos comentários e àquelas que gostaram da resenha podem ter certeza que o livro é muito melhor.

7 de março de 2012 10:55

Puxa, acho que leria esse livro aos prantos.... não sei se meu ♥ aguentaria não, rs...
Ótima resenha!!!

=)

7 de março de 2012 14:42

Sem palavras com relação a esse livro. Foi um dos melhores que já li e recomendo a todos!

Parabéns, Mônica, a resenhha ficou ótima!

Ju
7 de março de 2012 16:37

O livro parece bem legal!! Quem sabe um dia eu arrumo tempo pra lê-lo! rs... Tá difícil essa vida de trabalhos e monografia... hehe

Ju
entrepalcoselivros.blogspot.com

7 de março de 2012 17:13

Aiin quero leer! Adoroo mocinhos assim! Haha. Num sei pq!

8 de março de 2012 12:24

Puxa, sou realemnte sensivel a livros onde ocorrem abortos e aas autoras se estendem neste fato. imagino que deve ser um sentiento inexplicável. Acho que sou uma das que leriam este liro aos prantos também.
mas é bom saber que, ao menos, Tristan teve motivosp ara agir como cafa, e que depois se redime.
Bjussss

2 de abril de 2012 20:09

Quero ler! Parece que tem uma história bem emocionante... =)

Bjuss

Postar um comentário