A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Amizade Ardente - Elizabeth Bailey - Clássicos Históricos 251 - Resenha de Hanne Lúcio

0 comentários


Uma proposta ousada poderia colocar aquela amizade em jogo!
Interior da Inglaterra
Após a morte do pai, Thais Dulverton precisou sair da mansão onde sempre vivera. Passou a morar em uma casa pequena, com a dama de companhia e alguns empregados. Terminado o período de luto ela foi surpreendida com o pedido de casamento de Leo Wetheral. A proposta era interessante. Leo não tinha a menor vocação para administrar as propriedades dele, preferindo praticar esportes. Thaís, que sempre administrara as propriedades do pai, de repente perdera a casa e a ocupação. Para Leo, o casamento resolveria o problema dos dois. Mas e Thaís, que sempre pensara em casar-se por amor? Ela não amava Leo. Eles eram apenas bons amigos!


Estória leve, divertida e bastante envolvente. Uma daquelas que a gente não descansa enquanto não termina de ler.

Thaís e Leo são primos e grandes amigos. A relação é de amor, respeito, camaradagem e admiração. Mas um é completamente o oposto do outro.

Thaís é uma moça responsável, decidida, extremamente franca e ótima amiga. Tem um incrível talento para administrar propriedades e negócios.

Leo é um rapaz bonito, esportista, sociável; o típico bom rapaz, além de bom partido, é claro. De um momento para outro, resolve casar-se com a prima a fim de livrar-se das dores de cabeça que a administração de seus bens lhe traz e garantir à Thaís uma vida confortável e repleta das atividades que ela tanto gosta de exercer.

O problema é que ambos são extremamente teimosos. Confesso que em alguns momentos “morri” de vontade de dar uns bons tapas nos dois... ela fica indignada com o pedido de casamento, e ele fica revoltado com a recusa dela.

O fato é que os dois são apaixonados um pelo outro desde crianças, mas ainda não perceberam isso e quando percebem a confusão aumenta... ela morrendo de amor por ele, acha que ele está “caidinho” pela filha do médico; ele completamente apaixonado por ela, acha que ela só o vê como um irmão, um amigo muito querido... e nisso, não tem coragem de assumir seus sentimentos para o outro.

Gostei bastante das personagens secundárias: Susan e Valentino... são muito engraçados, querem tanto ajudar seus amigos que não conseguem manter o “bico” fechado e sempre acabam deixando as informações vazarem.

Gostei imensamente!!! Uma leitura cativante! Enfim, vale MUITO a pena! Recomendo!!!
Se você gostou, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

Sem comentários para "Amizade Ardente - Elizabeth Bailey - Clássicos Históricos 251 - Resenha de Hanne Lúcio"

Postar um comentário