A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Amor por Acaso - Betina Krahn - Resenha de Março da Suelen

10 comentários

Inglaterra, 1810

Um encontro e tudo mudaria...

Charity Standing é loira... linda... e a mulher mais desejável de Devonshire. O único problema é que ela é pé-frio. Não uma pé-frio qualquer, ela é capaz de deixar o mundo de pernas para o ar. Como um gato preto, os problemas a seguem para onde quer que vá...

Douglas Austen é um homem de gosto impecável, mas de criação pouco satisfatória na ilha de Barbados. Ele não consegue arranjar uma esposa na poderosa alta sociedade de Londres. Muito rude, muito atrevido e excessivamente escandaloso, perdeu três mulheres para homens mais respeitáveis. Seu destino, porém, está prestes a mudar... Num piscar de olhos Charity cruza seu caminho — e a vida deles vira do avesso!


Charity Standing nasceu sendo pé-frio. Literalmente. Pelo menos, conforme as superstições ciganas – segundo a sua avó – lady Margaret Villiers. Ela viveu entres os ciganos quando nova e viu escrito na lua, quando Charity nasceu, que ela era pé-frio – coisa rara, por sinal: segundo os ciganos, só nasce 1 pé-frio DE VERDADE uma vez a cada cem anos, pelo menos. E ao longo de toda sua vida, Charity foi cercada de acidentes e tragédias, desde coisas que se quebram (pratos, copos…) até incêndios e, infelizmente, morte. Mas um detalhe: NUNCA acontece com ela, somente com que estiver por perto.

Douglas Austen (originalmente chamado Rane Austen) é o visconde de Oxley. Com um pai e um avô libertinos (ambos já falecidos), sua fama não é das melhores. Ele foi criado em Barbados, e o sol de lá deixou sua pele bronzeada. Este fato, somado aos seus antepassados devassos, fazem com que ele seja discriminado na sociedade, apesar de ser rico, e assim 3 mulheres cortejadas por ele o trocaram por outro homem “mais aceitável”. Mas ele está disposto a se casar, ainda nessa temporada…

Enquanto lia esse livro, fui assolada pelas mais diversas emoções. No começo, era tanta tragédia e acidente acontecendo ao redor dela que estava ficando inquieta. Logo de cara o livro começa com o enterro do pai dela, e o que acontece lá… Senhor!!! É muito azar, seria cômico se não fosse trágico. Depois, quando Douglas e Charity se encontram (de maneira, no mínimo, inusitada) acontece uma atração tão forte, tão incomum, que eles não conseguem manter as mãos longes um do outro (e não interessa que tenha plateia – pra desespero de sua avó, hehehe). E os acidentes não tardam a acontecer (coitado do mocinho…). Daí vai nascendo o amor entre eles, e nesse momento me apaixonei pelo livro (e pelo mocinho). Douglas é um verdadeiro mocinho apaixonado. Faz de tudo por ela, sofre de tudo por ela. Aí, lá pelo capítulo 13 ALGO acontece e me deixa frustrada!!! Pensei: “pronto, agora estragou tudo”. Mas não durou muito, e as coisas ficam ainda melhores!!! Douglas é um soooonho com recheio de doce de leite, coberto de açúcar!!! E que homem hot. O que ele faz com as mãos, a boca, os dedos, com a água (sim, ele FAZ algo com a água!!!) e até com um galhinho de visco não é brincadeira não.

Um espetáculo a parte é a avó de Charity, que é super supersticiosa e vice enchendo a casa de sal grosso, ervas e vive colocando amuletos esquisitos em todo mundo (pobre do mocinho… fica todo empolado, rs…). Ainda temos os 2 amigos trapalhões da família dela, o cachorro que é enorme e feio de doer (e é responsável por vários acidentes na trama, kkkk), a avó esnobe de Douglas (que vive batendo de frente com a avó de Charity), os amigos de farra dele, uma das pretendentes cortejadas por ele, e até um vilão, que vai aprontar uma BOA mais pra frente, o que me deixou com o coração na mão!!!

E claro, muito romance fofo e declarações de prender o fôlego que Douglas faz para Charity. Eles chamam o ato de fazer amor de “magia noturna”, então, toda vez que Charity tenta se afastar, pelo bem de Douglas, (os acidentes, lembram?!) ele a faz escutá-lo através da “magia noturna”, que ela não resiste (e quem conseguiria?!?!?). E ele declara, a todo instante, seu amor por ela. E não fica parecendo fraco ou lesado por isso não. Douglas se apaixona, e se apaixona de verdade. Queria uma esposa que fosse uma dama para ser aceito na sociedade. Em troca, se apaixona por Charity, que é pé-frio, não tem dinheiro e vai lhe dar trabalho, pois ela quer protegê-lo de sua má sorte, tentando mantê-lo afastado dela. Mas é claro que ela não CONHECE Douglas, que tem o apelido de "Buldogue" Austen não é à toa, rs… E o que é muito importante: Douglas não acredita em sorte ou azar. Pra ele, tudo depende do modo como se encaram as coisas.

Será que eles vão conseguir sobreviver aos “acidentes” ao seu redor? Será que Charity se permitirá ficar com Douglas? Será que eles serão aceitos pela sociedade-preconceituosa-londrina? Será que a “maldição pé-frio” vai ser quebrada? Será que conseguirão derrotar o vilão? Será que terão o seu “felizes para sempre”??? Será? Será? Será?

Leia para descobrir! Garanto que vale a pena! Mas atenção: este livro também foi lançado como "Sedução e Confusão" (Julia Históricos). Fuja dessa versão “Julia”, porque está mutilada, ok?!
Se você gostou, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

10 Response to Amor por Acaso - Betina Krahn - Resenha de Março da Suelen

4 de março de 2010 17:53

Eu já li esse também gostei muito, mas tem de ler essa versão daí mesmo, pq como você disse tem um Julia enganação. rsrsrs

"Douglas é um soooonho com recheio de doce de leite, coberto de açúcar!!! E que homem hot. O que ele faz com as mãos, a boca, os dedos, com a água (sim, ele FAZ algo com a água!!!) e até com um galhinho de visco não é brincadeira não." ---> morri de rir com seu comentário, mas é isso mesmo... kkkkk

bjos

4 de março de 2010 18:32

Hehehehe!!! O homem é muito bom, em toooodos os sentidos, hehehe!!! Me apaixonei por ele. Devorei o livro rapidinho, pq ñ conseguia abandonar o meu querido Douglas *suspira* Ai, ai....

4 de março de 2010 22:32

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii esse livro vai entrar na minha lista

Abalou na resenha!

5 de março de 2010 08:19

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii esse livro vai entrar na minha lista [2]

A capa é uma fofura só! Eu tenho Sedução e confusão, mas vou procurar esse exemplar, pq de livro mutilado to correndo, rs.

bjs

5 de março de 2010 18:02

Eu já li esse livro e gostei bastante. Tb recomendo. Adorei sua resenha, vc escreve muito bem :)

Beijinhos

5 de março de 2010 21:53

Fiquei com muita vontade de ler.Vc.escreve muito bem....abçs.

6 de março de 2010 11:15

*Suelen tímida*
Brigaduuuu meninas!!!!

8 de março de 2010 10:19

Amei sua resenha. O pior (ou melhor) é que sempre que leio uma resenha assim me dá logo vontade de ler o livro. Tô precisando urgente de um e-book reader hahaha!!!!!!!

8 de março de 2010 21:28

Eu amei esse livro li e reli...É otimo.
bjs

28 de março de 2010 16:01

Hum, sempre vejo no sebo e nunca me interessei! Agora que fiquei curiosa não vou achar! Amei a resenha.

Postar um comentário