A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Resenha Ana Claudia dos Santos Martins - Jogador Apaixonado - Clássicos Históricos Especial 169

0 comentários


Um reencontro com o passado... e com o amor!

América do Norte, século XIX

Yale adorava as emoções do jogo. Apesr disso, nunca se considerara um proscrito, embora zombasse da lei dos homens. Preferia rotular-se como um indivíduo que vivia segundo as próprias leis.

Quis o destino que Yale, movido por seu alto senso de justiça, decidisse ajudar uma viúva e seus dois filhos a escapar de um bando de criminosos. E, para sua surpresa ela era Caroline McKinnon, a jovem que fora obrigado a abandonar. Caroline, que se tornara uma mulher cativante e corajosa, o fez ansiar por um lar e pelo amor de uma boa esposa, objetivos que ele sempre descartara. Mas o amor reacendido sobreviveria a uma escalada de perigos?
Yale Conover é um charmoso jogador de pôquer, vivendo do dinheiro do jogo e de apostas.  De passagem pela cidade na qual havia vivido é  expulso pelo xerife; quando se prepara  para sair da cidade ouve som de tiros: há um homem ferido na estrada. Yale ajuda o homem que faz parte de uma quadrilha. Depois de passar algumas semanas com os bandidos, nosso herói percebe que sua estada com a quadrilha não foi boa ideia e para piorar os malfeitores pretender usar a casa de uma mulher sozinha com duas crianças como esconderijo.  Yale percebe o perigo da situação ao constatar  que eles pretendem violentar a mulher e matar as crianças. Então  sem pestanejar Yale sai na calada da noite, sem que os facínoras percebam e vai à casa da mulher para avisá-la do perigo. Ao chegar, encontra a mulher que  para sua felicidade (ou infelicidade) é Caroline McKinnon, a jovem por quem Yale esteve apaixonado há doze anos atrás  e que ainda “o provocava e censurava todas as noites em suas lembranças”.


Após a surpresa do reencontro e das devidas explicações Caroline decide aceitar a ajudar de Yale, já estão fazendo os planos de fuga quando o bando chega e começa atirar, Yale  corajosamente revida os tiros, fazendo com que a quadrilha recue. Com as emoções à flor da pele, Caroline e Yale se beijam e percebem que o sentimento vivido na adolescência não havia morrido.  Outro perigo se aproxima deles, pois os bandidos ateam fogo na casa. Percebendo que estão sem muitas opções  Yale, Caroline e seus filhos Seth e Cody  fogem da casa a procura de ajuda  e partem numa aventura em direção à imensidão  do agreste selvagem americano. Ao mesmo tempo em que se sente apavorada  com os bandidos, seus sentimentos por Yale vão se transformando de gratidão para uma paixão sendo cada vez mais difícil disfarçar. Da mesma forma Yale vai gostando cada vez mais de Caroline e de seus filhos.

Assim nessa emocionante fuga, o casal descobre uma  paixão ao mesmo tempo em que bandidos persistem em encontrá-los em busca de vingança pela traição de Yale. Caroline cada vez mais apaixonada se questiona se valeria a pena se entregar a um jogador, um homem sem rumo e no final acabar se magoando. Por sua vez Yale, está dividido entre a oportunidade de reconquistar Caroline e formar uma família ou  continuar com  vida  fácil de jogador ...por falar em família, talvez essa  seja a solução para Yale: ir procurar seus irmãos para ajudá-lo a  sair dessa grande e apaixonante enrascada.

Jogador apaixonado é um daqueles livros que não se deve julgar pela capa e nem pelo título,  que particularmente acho que não  faz jus à história (Bandlands Legend  é o título em inglês). Digo isso porque fiquei em dúvida se valia a pena ler o livro; atualmente considero o melhor livro de Ruth Langan que já li! A leitura flui e o leitor se sente dentro de um  filme de faroeste! Muitos tiros, bandidos, fugas,esconderijos e claro muito romance!

O livro faz parte da saga dos irmãos Conover. Direito à esperança e Corações indômitos que tratam das histórias  dos irmãos de Yale:  o valente xerife Gabe e a corajosa Kitty.

Boa leitura  e até o próximo mês
Se você gostou, compartilhe!
Digg it StumbleUpon del.icio.us Google Yahoo! reddit

Sem comentários para "Resenha Ana Claudia dos Santos Martins - Jogador Apaixonado - Clássicos Históricos Especial 169"

Postar um comentário