A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Lucy Monroe - Guerreiro do deserto - Resenha Mônica Monte Souza

0 comentários


Um novo desafio para o sheik...
Ao desembarcar de seu jato trajando um terno de corte impecável, o sheik Asad está oficialmente de volta ao seu reino no deserto e pronto para preservar seu legado. Mas por baixo da camisa de grife bate o coração de um guerreiro! Iris Carpenter mal reconhece o homem a sua frente. Asad está mais deslumbrante do que seis anos atrás, e continua perigoso! Especialmente quando a temperatura de seu olhar se torna mais causticante do que o calor do Sol de Kadar. Iris é incapaz de resistir aos seus desejos, porém Asad sabe que é apenas uma questão de tempo até que aquela ruiva tentadora retorne para o lugar ao qual sempre pertenceu: sua cama!

Achei a história muito enfadonha e sem brilho. Iris e Asad foram amantes no passado e ele a largou para se casar com a virginal Badra que não era tão virginal assim.

Eles voltam a se aproximar porque o Asad mexe os pauzinhos para que a Iris faça parte de uma escavação no país dele e o resto é ele tentando levá-la de volta à sua cama.

História chata e batida. O casal do livro Coração em Fúria (Paixão 104) Hakim e Catherine aparece aqui. Inclusive o sheik Hakim dá uns chacoalhões no Asad para ver se ele acorda pra vida, mas nem isso faz com que a história melhore.

Resenhas Junho/2013: Lucy Monroe

4 comentários


Seu amor pela leitura começou aos 4 anos. Várias e várias vezes ela subiu na estante de livros da mãe para pegar os livros que estavam nas prateleiras de cima. Quando foi pega lendo a versão condensada de "O poderoso chefão" que veio impressa numa das edições de "Seleções" (Reader Digest) os livros foram tirados do seu alcance. Mesmo amando histórias de suspense e de mistérios são os romances de amor têm sido sua paixão desde que (novamente muito cedo) começou a pegar os romances da escrivaninha da irmã mais velha.

Ela começou a escrever depois de uma conversa com Deus na banheira, como uma mãe em tempo integral, até que seus filhos estavam no ensino médio, o único lugar que poderia encontrar alguma paz por muitos anos foi a banheira. Lucy  escreveu mais de um milhão de palavras de ficção romântica antes de vender seu 13º manuscrito 13 Harlequin, nove anos depois da conversa fatídica na banheira.

Conhecida por sua profundidade emocional e diálogo ágil, Lucy Monroe traça histórias sólidas e perspicazes que encontra caminho fácil no coração dos leitores  e é exatamente onde ela mais quer estar. Uma autora que escreve para que ela possa tocar os corações dos leitores, ela nunca é mais feliz do que quando ouvir de leitores quando ela fez isso.