A Maratona 2013 chegou!

A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês, cada um com um tema diferente.
Começando em abril e indo até março de 2014.

 photo textoinicial_zpsdaf5f322.png

Resenha da Iara Paula - Gina Wilkins - Três Desejos de Natal - Tentação 91

0 comentários




O QUE ELA QUERIA PARA O NATAL:
Rachel Clark só desejava uma coisa: uma família. Mas primeiro precisava encontrar o homem ideal, não um simples conquistador irresistível.

O QUE ELE QUERIA PARA O NATAL:
Max Monroe levava uma vida com liberdade e sem compromissos. Mas depois de conhecer a bela Rachel, ele se viu desejando algo que jamais soubera querer.

O QUE ELES QUERIAM PARA O NATAL:
Os órfãos Pip e Kelsey queriam uma nova mãe e um novo pai. E tinham Rachel e Max como valiosos candidatos. Afinal, o Natal é para as crianças...

Rachel é uma jovem empresária, que anseia em realizar seu sonho de construir uma família. Foge de relacionamentos descompromissados e passageiros, pois está em busca do homem ideal para marido e pai. Fica em uma sinuca de bico ao conhecer Max, já que a atração que sente por ele é instantanea, mas como ele não compartilha seus desejos, ela se torna bem antipática com o rapaz pra tentar mantê-lo longe a qualquer custo!

Max é um escritor famoso, apaixonado por aventuras, adepto a relacionamentos esporádicos e avesso a compromissos.
Se encanta por Rachel a primeira vista, e como geralmente as mulheres se jogam aos seus pés ele não entende a
resistência da moça em relação aos seus avanços.

Pip e Kelsey são irmãos e orfãos que perderam os pais em um trágico acidente. Vivem com uma tia que acaba por abandoná-los.
Com o natal se aproximando eles decidem visitar o shopping da cidade em busca de novos pais. Kelsey inclusive faz esse pedido ao Papai Noel. Nesse mesmo dia conhecem Rachel e Max e decidem que os dois são perfeitos para o papel de seus pais. Rachel e Max também acabam se encantando com as crianças e acabam se unindo em prol dos dois por uma série de motivos que acontecem nodesenrolar da trama , o que só os aproxima cada vez mais.

Amei de paixão esse livro. Até aqui foi o que mais valeu a pena ler dessa maratona. Gostei do romance entre Rachel e Max, porém a história de amor dos dois ficou meio em segundo plano em vista do drama de Pip e Kelsey.
O melhor da história sem sombra de dúvidas foram as crianças. O amor incondicional que um tinha pelo outro, o modo como Pip protegia e cuidava da irmã e em consequência disso o carinho e a paixão com que Rachel e Max lutaram pelos dois.
Uma história linda que por vezes me levou lágrimas aos olhos por conta da sensibilidade das crianças! Vale a pena ler e tá mais que recomendado!

Resenha Mônica Monte Souza - Catherine George - Aventura no Natal - Bianca Natal 5

0 comentários

 
Tony Marino era companheiro de trabalho de Michelle Rozanski. Mesmo sendo desagradável e rude, ela não poderia deixá-lo enfrentar sozinho a inesperada paternidade. Não ao saber que ele abrigara em seu lar e em seu coração uma criança  abandonada. Mikky descobriu, antes que as festas de fim de ano terminassem, que só o amor de uma criança seria capaz de transformar a vida daquele homem e torná-lo o marido ideal. Aquele, sem dúvida nenhuma, seria o seu melhor Natal!

Adorei a história que escolhi para esse mês. Tony e Mikky viviam batendo de frente o tempo inteiro por causa de uma obra que os dois faziam parte. Tony já tinha sido casado e perdeu a mulher e o filho em um acidente há pouco mais de um ano. Um dia, depois de outra discussão entre os dois por causa da obra, quando Tony vai embora, encontra um recém-nascido na porta de sua casa.

Mikky resolve ajudá-lo porque cuidou dos irmãos quando era mais nova e tinha bastante jeito com bebês.  O Tony logo no início já se sente protetor com relação ao bebê, mas o relacionamento dos dois ainda tem vários conflitos, principalmente pelo temperamento forte tanto dele quanto dela.

A família do Tony é um caso a parte: super mexeriqueira, mas na verdade, eles querem que ele saia da depressão desde o que aconteceu com sua família.

Apesar de todo o amor que o Tony sente pelo Justin (o bebê) a família tem receio dele se apegar demais e depois a mãe da criança aparecer. É quando ele descobre que o bebê é neto de um segurança que está cuidando da obra e que a filha dele e mãe do bebê era uma viciada em drogas e acabou morrendo em virtude disso.

Muito fofa a história e começa antes do Natal, mas tudo se resolve nessa data especial.

Resenhas - Dezembro/2012: Natal

0 comentários


Natal

Natal é época de paz,  união, e justamente por isso é o mês propício para romance. Seja um reencontro, um novo amor, beijos apaixonados debaixo do visco, etc. Todo mundo tem uma história de Natal para contar.

Natal é o tema de dezembro.